Principal » Formação » Consciência vocacional a partir da família

Consciência vocacional a partir da família

Dom Canísio Klaus
Bispo de Santa Cruz do Sul

A Igreja no Brasil dedica o mês de agosto à formação da consciência vocacional. Em cada final de semana somos convidados a aprofundar uma vocação específica e rezar pelas pessoas que se sentem chamadas a esta vocação. Ao longo de todo o mês somos motivados a meditar sobre a forma de como respondemos ao chamado que Deus nos dirige e o que fazemos para que não faltem trabalhadores para o Reino.

No encontro com os voluntários da Jornada Mundial da Juventude no dia 29 de julho, o Papa Francisco agradeceu o bonito trabalho realizado pelos jovens e destacou que “Deus chama para escolhas definitivas. Ele tem um projeto para cada um: descobri-lo e responder à própria vocação é caminhar para a realização feliz de si mesmo. A todos Deus chama à santidade, a viver a sua vida, mas tem um caminho para cada um. Alguns são chamados a se santificar constituindo uma família através do sacramento do matrimônio.  A outros, o Senhor chama ao sacerdócio, a se doar a Ele de modo mais total, para amar a todos com o coração do Bom Pastor. A outros chama para servir na vida religiosa, nos mosteiros, dedicando-se à oração pelo bem do mundo, nos vários setores do apostolado, gastando-se por todos, especialmente os mais necessitados”. A seguir, o Papa fez um convite explícito aos jovens: “talvez algum de vocês ainda não veja claramente o que fazer da sua vida. Peça isso ao Senhor. Ele lhe fará entender o caminho. Peçam: Senhor, o que quereis que eu faça, que caminho seguir?”

A causa vocacional, conforme já nos alertava Dom Alberto Etges no princípio do seu episcopado em Santa Cruz do Sul, “é obra do clero e dos fiéis; de modo especial dos fiéis. Pois é das famílias que vem as vocações e os recursos para a sustentação dos seminários”. Hoje, mais do que nunca, reafirmamos a importância de todas as pessoas, famílias e comunidades assumirem a animação vocacional, uma vez que o ambiente circundante é bem menos propício ao despertar vocacional do que no início do ministério episcopal de Dom Alberto.

No programa especial sobre a Animação Vocacional, que incluímos no nosso Plano de Pastoral, assumimos o compromisso de promover a oração pelas vocações em todas as comunidades e em todos os grupos. Fizemos isso, cientes de que existe a falta de trabalhadores do Reino e Jesus recomendou aos seus seguidores: “Pedi ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para sua colheita” (Mt 9,38). Por isso, reafirmo o convite a que as comunidades incluam a oração pelas vocações em suas celebrações.

Aproveitemos o mês de agosto e o ambiente favorável que foi criado com a visita do Papa ao Brasil para dinamizar a Pastoral Vocacional nas paróquias e comunidades. As celebrações com os temas específicos para cada final de semana poderão nos ajudar a intensificar o nosso pedido a Deus para que mande operários para a sua messe.

 

FONTE: CNBB

Sobre ewerton.ventura

Veja também

11028349_868140046590379_6712768704249169751_n

Para amar é preciso conhecer

A nossa Igreja nos ensina que Nossa Senhora desde sempre foi preparada por Deus para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *