Principal » Notícias » Filme Irmã Dulce chega este mês aos cinemas de todo o país

Filme Irmã Dulce chega este mês aos cinemas de todo o país

Irmã-Dulce-1As salas de cinema de todo o país ganharão a presença luminosa da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres com a estreia do filme Irmã Dulce – primeiro longa-metragem sobre a trajetória da freira baiana que dedicou sua vida aos pobres e doentes e que ergueu uma das mais impressionantes instituições sociais do Brasil. A cinebiografia chegará primeiro às regiões Norte e Nordeste, no próximo dia 13 de novembro, e nas demais regiões o lançamento acontecerá no dia 27 de novembro. A produção é assinada por Iafa Britz, com direção de Vicente Amorim e roteiro de Anna Muylaert e L.G. Bayão.

Superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) e sobrinha da beata, Maria Rita Pontes, que foi uma das testemunhas do legado do Anjo Bom do Brasil, garante que o longa é fiel à realidade. “O filme consegue trazer, com riqueza de detalhes, o exemplo de vida de uma pessoa da nossa geração e que soube ser feliz amando o outro. Ele mostra muito bem o imenso amor que Irmã Dulce tinha pelos mais pobres e o respeito e a admiração que estas pessoas tinham por ela”. Pesquisador da vida e obra da Bem-Aventurada, o assessor de Memória e Cultura da OSID, Osvaldo Gouveia, também comemora a chegada da história da religiosa aos cinemas: “Irmã Dulce é um filme atraente, baseado em uma biografia impressionante e que vai provocar muitas inquietações”.

Na cinebiografia, as atrizes Sophia Brachmans, Bianca Comparato e Regina Braga dão vida à personagem principal que, ainda no início da adolescência, despertou o desejo de entrar para a vida religiosa e fundou uma das maiores instituições filantrópicas do país. Artistas renomados como Glória Pires, Irene Ravache, Zezé Polessa, Paulo Gracindo Júnior e Fábio Lago também integram o elenco. Irmã Dulce é produzido pela Migdal Filmes, distribuído pela Downtown Filmes e Paris Filmes e tem coprodução da Globo Filmes, da Paramount e do Telecine.

Exibição em Salvador

Salvador será a primeira cidade a exibir o filme Irmã Dulce. A escolha da capital baiana não foi por acaso, afinal, foi onde a religiosa nasceu e ganhou o título de Anjo Bom da Bahia. A pré-estreia será no dia 10 de novembro, às 21h, em todas as salas do complexo de cinemas UCI Orient do Shopping Iguatemi e contará com as presenças do diretor Vicente Amorim, da produtora Iafa Britz e dos atores Bianca Comparato, Regina Braga e Paulo Gracindo Júnior. São esperadas aproximadamente 2.400 pessoas, que serão recepcionadas pela Orquestra Santo Antônio, formada por estudantes do Centro Educacional de Irmã Dulce, em Simões Filho, e que integra o Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Infantis e Juvenis da Bahia).

Além de Salvador, outras pré-estreias já estão agendadas pelo país: 11 de novembro (Recife); 12 de novembro (Fortaleza, Belém e Aracaju); 17 de novembro (São Paulo); 24 de novembro (Rio de Janeiro), entre outras capitais. Em cada exibição, artistas e representantes das Obras Sociais Irmã Dulce estarão presentes para trocar ideias sobre a vida de Irmã Dulce e o trabalho de sua obra social.

A Mãe dos Pobres

Em 26 de maio de 1914 nascia, na cidade de Salvador, Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes. O interesse pela vida religiosa começou a se manifestar já no início da adolescência, quando Maria Rita, aos 13 anos de idade, atendia doentes no portão de sua casa, no bairro de Nazaré. Em 1933, aos 19 anos, a jovem ingressa na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Convento de Nossa Senhora do Carmo, em São Cristóvão (Sergipe). No mesmo ano, recebe o hábito e adota, em homenagem à sua mãe, o nome de Irmã Dulce.

Entre as passagens mais marcantes de sua trajetória está a ocupação, em 1949, de um galinheiro, situado ao lado do Convento Santo Antônio, em Salvador, com os primeiros 70 doentes. Já em 1959, neste mesmo local, a religiosa instala oficialmente a Associação Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) – a instituição abriga hoje um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com 4 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano.

Irmã Dulce foi beatificada em 2011, pelo Papa Bento XVI. Na ocasião, a freira baiana recebeu o título de Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tendo o dia 13 de agosto como data oficial de celebração de sua festa litúrgica. Atualmente, a religiosa está em processo de canonização, sendo necessária a aprovação de um novo milagre atribuído à intercessão da beata para ela se tornar santa. Irmã Dulce morreu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos.

Fonte: irmadulce.org.br

Sobre ewerton.ventura

Veja também

Laudato si

Lançada encíclica do Papa Francisco: Laudato si, sobre o cuidado da casa comum

CARTA ENCÍCLICA LAUDATO SI’ DO SANTO PADRE FRANCISCO SOBRE O CUIDADO DA CASA COMUM   …

Um comentário

  1. Quero assistir! !!!!!!!!

Deixe uma resposta