Principal » Notícias » Cresce profanação de igrejas na Argentina

Cresce profanação de igrejas na Argentina



Buenos Aires (RV)- Outras duas igrejas foram profanadas nos últimos dias na Argentina, que registrou pelo menos outros cinco atos de vandalismo contra templos religiosos em menos de dois meses, informaram fontes oficiais.

Pessoas não identificadas atacaram a Igreja Metodista de Buenos Aires, tentando incendiá-la, provocando no entanto apenas danos materiais. “O dano mais importante foi provocado em um órgão de 1832, que teve seis tubos pisoteados”, assegurou o Pastor Eduardo Mariani, encarregado pelo templo centenário. Ele explicou que os atacantes “tentaram provocar três focos de incêndio” com madeiras arrancadas do piso e papeis amontoados na pia batismal e na base do órgão, não obtendo, no entanto, êxito na sua intenção.

Também símbolos anti-religiosos, como a cruz invertida, foram deixados sobre o altar, que teve as cadeiras dos celebrantes viradas e a bandeira da Argentina retirada do mastro e jogada sobre o púlpito.

No último final de semana também foi profanada a Igreja de Santo Antônio de Pádua, na cidade de ‘Capilla del monte’, distante 700 km da capital argentina. Os vândalos incendiaram as portas da igreja e um confessionário, destruíram um altar dedicado à Nossa Senhora, danificaram uma imagem de Jesus e roubaram imagens de santos.

A Aliança Cristã das Igrejas Evangélicas da República Argentina (ACIERA) repudiou os atos sofridos pelas igrejas, sem distinção de religião. “É uma espiral preocupante que se deve ao desânimo que se vive a nível geral na sociedade. Existe uma influência para que haja um pensamento único e não se suporta nem se respeita outras maneiras de se pensar, o que é muito triste”, afirmou o Presidente da ACIERA, Rubén Proietti.

Nos últimos 45 dias, outras três igrejas foram alvo de vândalos nas cidades de Mar del Plata, Rosário e Buenos Aires. O caso que teve maior repercussão foi protagonizado por alunos do prestigiado Colégio Nacional Buenos Aires, na Igreja San Ignácio de Loyola, a mais antiga da cidade, onde escreveram frases anti-religiosas e provocaram danos ao patrimônio.

Fonte: Rádio Vaticano

Sobre ewerton.ventura

Veja também

Lançada encíclica do Papa Francisco: Laudato si, sobre o cuidado da casa comum

CARTA ENCÍCLICA LAUDATO SI’ DO SANTO PADRE FRANCISCO SOBRE O CUIDADO DA CASA COMUM   …

Deixe uma resposta